Designer Gráfico - Jonas Fahelysson

JUÍZA MANDA DOMINGUINHOS RETIRAR DO AR MATÉRIA SOBRE IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA DE RICARDO PEREIRA...

Compartilhar:

No auge do desespero que é natural de alguns candidatos e apoiadores em reta final de campanha, o ex e, diga-se de passagem, pior prefeito de Princesa, Dominguinhos, escreveu e veiculou em seu blog, essa semana, um texto falando sobre a impugnação da candidatura do atual prefeito Ricardo Pereira (Cidadania), dando-a como certa.

Defendendo-se de mais esse ataque, Ricardo gravou e divulgou um vídeo desmentindo Dominguinhos e falando de sua real situação como candidato, e a coligação “JUNTOS POR MAIS AVANÇOS EM PRINCESA”, a qual faz parte, entrou com representação judicial contra o produtor de fake news.

É bem sabido que o objetivo do texto veiculado pelo ex-prefeito é unicamente eleitoreiro, na tentativa de ajudar o seu candidato que tenta a todo custo tirar Pereira do páreo, já que todos sabemos do trabalho exitoso que vem sendo realizado em Princesa e o povo pede a continuidade do progresso. Inclusive, em sua decisão emitida neste sábado (07), a Juíza da 34ª Zona Eleitoral Maria Eduarda Borges Araújo, também concorda que a publicação foi para obter vantagem no pleito: “Vê-se, cristalinamente, que se tratam de informações falsas, cujo teor além de ter o condão de confundir a população local com o fim de obter vantagem no pleito que se avizinha, versa sobre fato sabidamente inverídico quanto a candidatura de RICARDO PEREIRA DO NASCIMENTO. (...) Defiro o pedido liminar e determino, por consequência, a retirada imediata das publicações em questão da página social do representado. Intime-se o senhor de DOMINGOS SÁVIO MAXIMIANO ROBERTO para cumprimento com urgência, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, devendo a comprovação ser juntada aos respectivos autos”, discorreu em sua decisão.

Estamos a uma semana das eleições municipais. Que nós não tentemos tirar do povo o direito de escolher o que e quem é melhor para Princesa. Os fatos estão aí. E o prenúncio de que o trabalho deve e vai continuar também. Só não ver quem não quer!


Desenvolvido por: Jonas Fahelysson