Designer Gráfico - Jonas Fahelysson

UMA JOVEM DE APENAS 24 ANOS DE IDADE É ASSASSINADA A FACADAS PELO EX-MARIDO, EM LIMEIRA, SÃO PAULO...

Compartilhar:

Uma mulher, de 24 anos, foi morta a facadas pelo ex-marido, de 38 anos, na madrugada desta terça-feira (20) no Bairro dos Loiolas, na zona rural de Limeira (SP). O autor do feminicídio teria se escondido no porta-malas do carro para cometer o crime e está foragido. Uma amiga presenciou o assassinato, mas não conseguiu impedir a ação do indivíduo. Micheli de Paiva Lima Goulart deixa uma filha.

Segundo o Boletim de Ocorrência, os policiais militares Barbosa e Donizetti encontraram a testemunha, de 39 anos, muito nervosa e com as mãos ensanguentadas, relatando que sua amiga teria sido morta pelo ex. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou instantes depois e confirmou o falecimento da jovem, que ainda estava dentro do carro.

De acordo com a amiga que testemunhou o feminicídio, elas estavam em uma casa de shows e quando saíram do local perceberam que o indivíduo estava escondido no porta-malas. Ele então partiu para cima da jovem e ao desferir as facadas teria dito que “se ela não fosse dele, não seria de mais ninguém e a mataria”.

A jovem chegou a gritar por socorro quando o homem deixava o local, mas ele voltou e desferiu novos golpes com a faca. A amiga da jovem chegou a tentar tirar o homem de cima da vítima. Porém, ele teria continuado em sua intenção, a empurrando e dando mais facadas.

AMEÇAS

A mãe da jovem, de 42 anos, esteve no local, após ter recebido uma ligação e ouvido toda a ação do outro lado da linha. Segundo ela, na semana passada o homem teria colocado duas imagens no status de seu WhatsApp com mensagens que diziam: “Bom dia, hoje decidi que vou acabar com tudo, já que é assim” e “É bem assim né [com duas facas cruzadas]”, dizendo que acabaria com tudo.

Segundo a mulher, a filha não teria acreditado nas ameaças, por isso não registrou Boletim de Ocorrência contra ele. Na ligação, às 0h25, momento exato do crime, a mãe ouviu a amiga gritar para o homem parar, enquanto ele dizia “que a jovem era o amor de sua vida” e que se ela não morresse naquele momento “voltaria na casa dela para terminar isso”.

Uma equipe do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) esteve em buscas na casa de um sobrinho do assassino, já que ele teria sido visto no local, mas não encontraram o autor do crime. O celular do rapaz, de 24 anos, foi apreendido. A equip

Em buscas pelo sistema da Polícia, o homem tinha em seu histórico dois registros de ocorrências de violência doméstica contra sua ex-companheira.

Fonte: RápidonoAr - Limeira

MOGI HOJE


Desenvolvido por: Jonas Fahelysson