Designer Gráfico - Jonas Fahelysson

Jovem que perdeu irmão, avó e mãe para Covid-19 tenta superar as mortes: 'Eram o alicerce da família'

Compartilhar:

Há dois meses, a vendedora Marina Angélica Reversi, de 27 anos, precisou lidar com a dor de perder o irmão, a avó e a mãe. Moradores de Guapiaçu, cidade do interior de São Paulo, os três morreram em um intervalo de apenas 10 dias depois de serem infectados pelo novo coronavírus.

Na época, Marina disse que precisou enterrar os familiares sem vê-los pela última vez e que a saudade era algo que a incomodava e a entristecia, mas que não tinha ficado indignada.

Meu coração sangra. As pessoas falam que sou forte, guerreira, só que nem eu sei explicar. Essa força não vem de mim, vem de Deus. Se Ele acha que sou forte para carregar essa cruz, vou carregar,

 disse em junho.

VIA - G1 RIO PRETO

A imagem pode conter: 2 pessoas

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto que diz "Marina Reversi com Adriana De Paula junho enterrei Em dias completará minha morrer primeiro foi seguida minha intervalo 10 perdi minha estrutura. não explicação, tchaaraaamm me surpreendeu... última cantinho em embora um tutorial de forma ter sempre não apague saudade que Eu aceitar vontade de sei que muitos me admiram sabem, que eu todos lembro que eu esconder do mundo, as vezes me desespero na alma, dúvidas, questionamentos insegurança. Todos dá escolha levantar seguir um propósito, todos todas vezes deitada remoendo tudo entender tenho escolhido nos planos sozinha, obrigada comigo nessa. não muitos realmente preciso são os amigos que"


Desenvolvido por: Jonas Fahelysson