ATD Sistemas

VIGILÂNCIA AMBIENTAL DO MUNICÍPIO EMITE NOTA SOBRE CASOS DE MALÁRIA E DENGUE NA PB

Compartilhar:
Em razão das informações que circularam nas redes sociais na região sobre supostos casos de malária e doenças originárias do Aedes aegypti, a Coordenação da Vigilância Ambiental do Município esclarece:
A Paraíba não é área endêmica para a doença da malária, no entanto, alguns municípios possuem 4 vetores do gênero anophelis: anophelis aquasalis; an. albitarsis; an.bellator e an. argyritarsis, como é o caso do Conde-PB.

De 1994 a 2018, foram notificados, na Paraíba, 175 casos suspeitos de malária. Destes, 70 são de pacientes residentes na Paraíba e todos foram registrados como casos importados, ou seja, pessoas que se deslocaram para regiões endêmicas, foram infectadas e retornaram para o estado de residência.


Tavares-PB é a cidade natal do segundo paciente diagnosticado com malária na Paraíba, no entanto, de acordo com a investigação, paciente teve início dos sintomas no Conde, e nesse período ele não veio à Tavares. Medidas preventivas foram tomadas e intensificadas pela equipe estadual e municipal, esclarecimentos e orientações conduzidas nesse sentido, mas, sem maiores preocupações.
Em relação a Princesa Isabel, o município não encontra-se em surto de dengue, tendo sido, até o momento notificados 21 casos suspeitos de dengue e 01 desses confirmados através de sorologia positiva.
A vinda do carro fumacê tem como pré-requisito um momento de surto endêmico com muitos casos confirmados de dengue pois é uma medida agressiva ao meio ambiente.

Todas as medidas preventivas têm sido tomadas pelos ACEs do município que estarão iniciando o terceiro ciclo de visitas e inspeções nos imóveis da cidade no dia 29/04.
Contamos ainda com a intensificação do apoio da população sendo de fundamental importância o olhar atento dos moradores da residência.

Mikaely Belo dos Santos
Coordenadora
A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

Desenvolvido por: Jonas Fahelysson