ATD Sistemas

Cientistas relatam segundo caso de cura do HIV após transplante

Compartilhar:

Pesquisadores dizem que um Homem de Londres parece estar livre do Vírus da AIDS após um transplante de Células -Tronco. É o segundo caso de sucesso, depois que o " Paciente de Berlin ", Timothy Ray Browm m foi curado há quase 12 anos.

Tais transplantes são perigosos e falharam em outros Pacientes. As novas descobertas foram publicadas online nesta Segunda - feira (4) de Março pela Revista Nature. Os detalhes serão divulgados em uma Conferência dobre Retrovírus e Infecções Oportunistas em Seattle.

O Paciente de Londres não foi identificado. Ele foi diagnosticado com HIV em 2003. O Homem desenvolveu Câncer e concordou com um transplante de Células - Tronco para tratar essa doença em 2016.


Seus Médicos encontraram um Doador com uma Mutação Genética que confere resistência natural ao HIV.

O transplante mudou o Sistema Imunológico do Paciente de Londres, dando a ele a resistência do Doador ao HIV, segundo a Associated Press.

Publicamente , os Cientistas ainda se referem ao caso como uma " remissão de longo termo" e alguns não garantem que o Vírus não irá retornar ao organismo do Paciente.

Mas mutos Especialistas chamam de Cura, segundo o " New York Tomes ", com a ressalva de que é difícil saber como definir a palavra quando há apenas duas instâncias conhecidas.

Embora afirmam que o transplante não é opção viável para o tratamento da AIDS, Médicos acreditam que o caso do Paciente de Londres é um grande avanço.

" Isso vai inspirar as Pessoas que a cura é um sonho ", disse Annemarie Wensing, Virologista do Centro Médico da Universidade de Utrecht , na Holanda, ao " Ny Times". 

" É alcançável " .

Paciente de Berlin

O primeiro caso conhecido de cura foi o de Timothy Ray Brown , relatado em 2007. Inicialmente , ele ficou conhecido apenas como o " Paciente de Berlin", que hoje tem 52 anos e vive em Palm Springs , na Califórnia ,  teve Leucemia e foi submetido a Quimioterapia.

Quando esse tratamento não funcionou , ele foi submetido a dois transplantes de Medula Óssea , e seu Doador também tinha uma Mutação Genética em uma Proteína chamada CCR5 , que repousa sobre a superfície de certas Células do Sistema Imunológico. o HIV usa a proteína para entrar nessas Células do , mas não consegue aderir à versão do Mutante.

Brown recebeu Drogas Imunossupressoras que não são mais usadas e teve sérias complicações após a Cirurgia. Ele quase morreu, mas depois de se recuperar totalmente os Médicos constataram que ele estava curado da Infecção pelo HIV.

O Paciente de Londres sofria de Linfoma de Hodgkin e também recebeu um transplante de Medula Óssea de um Doador com Mutação Genética na CCR5 , em Maio de 2016.


Via - Click PB

Desenvolvido por: Jonas Fahelysson