ATD Sistemas

EM SÃO LUÍS, NO ESTADO DO MARANHÃO.

Compartilhar:
O agente penitenciário temporário foi identificado por Genilson Gomes. Ele foi flagrado quando tentava entrar com cerca de dez aparelhos celulares e dois quilos de maconha, segundo as primeiras informações. O material seria levado para o Presídio São Luís III (PSL III), no Complexo São Luís, em Pedrinhas.
O caso está sendo investigado pela Secretaria de Administração Penitenciária, mas não seria a primeira vez que Genilson tentaria beneficiar presos com objetos, neste caso droga e celulares. Recentemente, ele deu um carro de presente a esposa, ainda chegou a postar em sua rede social, fotos dele com a esposa dando o presente. Há suspeita que a compra do carro tenha sido conseguida graças ao dinheiro conquistado de forma ilícita, por meio do pagamento de presos, a partir dos benefícios conseguidos por Genilson a eles. Informações que ainda estão sendo apuradas.
Genilson Gomes foi encaminhado a sede da Seap, no Outeiro da Cruz, e o caso está sendo investigado pela polícia e Seap. 

VIA - ROTA DA NOTÍCIA

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, selfie e close-up
Nenhum texto alternativo automático disponível.


Desenvolvido por: Jonas Fahelysson