ATD Sistemas

Os presidentes dos partidos prometem priorizar com o fundo eleitoral os deputados fiéis

Compartilhar:
O presidente Michel Temer se reuniu com dirigentes de partidos aliados, neste domingo (3), para discutirem sobre um “pacto” entre as legendas governistas para que nenhum partido aceite, na janela partidária de 2018, deputados que votarem contra a reforma da Previdência.
Os presidentes dos partidos prometem priorizar com o fundo eleitoral os deputados que forem fiéis à proposta do governo de mudar as regras previdenciárias, além de discutirem uma espécie de pagamento a prazo: primeiro, os deputados entregam o voto e, depois, o Planalto redistribui os cargos daqueles que foram infiéis.
Partidos como PP, PSD e PRB, também presentes ao jantar oferecido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se mostraram dispostos a aceitar a proposta de não aceitar os infiéis que quiserem trocar de partido em 2018, mas líderes afirmam que o “pacto” só existe se todos aderirem.
De acordo com os governistas, se o DEM e o PMDB (também presentes na reunião) não se comprometerem com a ideia, vão inflar suas bancadas e aumentar seu poder político. O presidente da Câmara disse aos aliados que, se todos os partidos toparem, o DEM também se compromete a não aceitar os deputados que votarem contra a reforma da Previdência.

Por Varela Notícias

Desenvolvido por: Jonas Fahelysson